Chickenfoot – III

Alcunha de “Supergrupo” pra lá de justificada

O termo “superbanda” ou “supergrupo” se tornou bastante genérico ultimamente. Basta dois ou três músicos bem sucedidos em suas carreiras solos ou respectivas bandas se juntarem para um projeto qualquer que eles clamam não ser um “projeto paralelo” e sim uma “banda de verdade” para que o termo a ela se aplique. Basta ver o bizarro Super Heavy, onde Mick Jagger e Joss Stone se unem para tocar reggae.

Devido a isso, eu tenho a tendência de usar o termo com bastante cuidado. No entanto, em sua definição mais pura, ele se encaixa perfeitamente no Chickenfoot. Afinal, qual palavra melhor se encaixaria para definir uma banda formada por quatro lendas do rock como Joe Satriani (guitarra), Chad Smith (bateria, Red Hot Chilli Peppers), Sammy Hagar e Michael Anthony (respectivamente ex-vocalista e ex-baixista do Van Halen)?

O primeiro álbum da banda, autointitulado, foi lançado em 2009, rodeado por bastante expectativa, principalmente por dois fatores: 1 – há um certo histórico no qual os ditos “supergrupos” nunca dão certo e; 2- quatro músicos bem sucedidos; quatro grandes egos. A chance de tudo soar pomposo, extravagante, pretensioso e insosso era bem grande. Logo de cara o Chickenfoot provou que, ao contrário de diversos supergrupos – e mesmo bandas regulares – os egos de cada um ali não atrapalharia. Satriani, Hagar, Anthony e Smith se juntaram não para reinventar o rock. Não, eles queriam simplesmente se divertir produzindo música boa que, por diversos motivos, não poderiam fazer em suas bandas regulares – no caso de Anthony e Hagar, nem banda eles tinham. A química e as diferentes influências que cada um trouxe para o estúdio funcionou de maneira absurdamente harmônica e “Chickenfoot” foi, de longe, um dos melhores álbuns de 2009.

Eis que chega 2011 e a banda lança seu segundo álbum, intitulado simplesmente de “III”. Segundo Michael Anthony disse em diversas entrevistas, a idéia era que o álbum se chamasse “II”, por ser o segundo da banda e prestar uma homenagem a grupos dos anos 1970 que o faziam – se você não se lembra do “Led Zeppelin II”, por favor, deixe o hall e vá escutar pagode 🙂 – Mas, ainda segundo Anthony, o grupo sentiu que evoluiu tanto desde seu primeiro álbum que era como se eles ja tivessem gravado um segundo, logo, chamar esse lançamento de “III” fazia sentido. Para eles, pelo menos.

Desde “Last Temptation”, que abre o álbum, até “Something Going Wrong”, que fecha os trabalhos, “III” apresenta pura e simplesmente um rock and roll das antigas pra lá de bem tocado. Cheio de groove e feeling, com todos os músicos se destacando em suas respectivas posições sem atropelos ou exageros. Quem acha Joe Satriani um guitarrista que abusa da virtuose em solos e riffs elaborados mas sem emoção – uma opinião da qual este que vos escreve discorda diametralmente – deveria escuta-lo aqui. Tudo que Satch faz aqui, sejam os solos, sejam os riffs, tem o objetivo único de servir ao progresso das músicas, tornando-as mais interessantes do que seriam se tocadas por um guitarrista com menor qualidade; Hagar continua cantando no tom que lhe é peculiar, variando sussuros e gritos quando eles são necessários; já a cozinha formada por Anthony e Smith está cada vez mais entrosada. Aliás, é impressionante escutar Chad Smith no Chickenfoot e perceber o quanto ele se dá bem mesmo em um estilo musical que é bastante diferente do que ele está acostumado a fazer em sua banda principal.

Aproveitando o lançamento de III, a gravadora Hellion Records, responsável pelo mesmo, resolveu também lançar o primeiro álbum da banda por aqui, até então inédito em versão nacional. Imperdível para qualquer fã de Satriani, Van Halen, RHCP e rock em geral.

10/10

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s